terça-feira, 25 de novembro de 2008


Não se aproxime de min.
Não estou conseguindo dividir sorrisos com as pessoas que gosto.

Eu devo desculpas por causar em mim essa confusão que afeta vocês, não queria que eu estivesse assim, mas é involuntário. Eu nunca soube dar valor as pessoas realmente importantes. Acho que fez parte da minha criação. Talvez, por dentro eu seja uma pessoa bem ruim. e vocês estão percebendo isso agora, por que estão bem perto de mim, entre minha carne quase me rasgando.

E sobre você, tenho uma lista de motivos e um texto já ensaiado para terminar essa história, mas, sei lá, tem algo em você que deixa tudo tão pequeno, algo que talvez falte em min.

2 comentários:

Veriana Ribeiro disse...

Cara, eu disse. Não servimos pra essa coisa de se relacionar com as pessoas. somos autistas, meo!
Mas vc não é uma pessoa ruim. Só um pouco bipolar. =)

Clara disse...

não sei o que se passa e ainda nao tive o prazer de conhecer seu lado 'ruim'. pelo que te conheço, tenho certeza que até seus defeitos não poderiam causar mal a ninguem.
acho que é questao de deixar-se perceber que és uma alma como as outras, perdida. e a dor, a duvida, o desespero e o mal trato sao falhas conjuntas. todos o fazemos.

fica bem, romeu.
ainda te devo seu desenho.