sábado, 9 de agosto de 2008

Malamados


somos triste,
e amamos pouco.
olhamos o mundo de cara fechada.
Cuidado! se encontrarmos um fio empurraremos seu rosto no chão.
Nascemos sem a pretensão da amizade e para que nos odeiem mais do que nos amem.
somos, se homens, barbudos e magros ( pois a gordura trás uma certa simpatia em suas dobras), se mulheres, somos finas e fechadas, feias quase sempre.
Somos o que você procura esconder ao nascer dos dias.
Somos, apenas nós mesmo,
e amamos pouco.


Audrey F.

Um comentário:

Bárbara Hoppus. disse...

EU ADORO ESSE BLOG \o/