terça-feira, 7 de abril de 2009


Dificilmente escrevo textos longos, acho que sou um escravo das comodidades e do medo de escrever demais. Lembro que assim que iniciei o blog, escrevia com muito mais freqüência, podem ver se quiser, e como um movimento inversamente proporcional, o numero de visitas diminuiu cada vez mais as palavras postadas. Talvez seja aquele medo natural que temos. Que tenho. Costumava escrever sem nem imaginar que seriam lidos, hoje canso de escrever e apagar, escrever, achar ruim e apagar de novo, e por fim desistir. Gosto do ler os momentos nas palavras aqui postadas, e agora lendo alguns últimos postes leio pouco. Logo, escrevo pouco. Não me refiro ao quantitativo em ordens de palavras. Mas ao especial que me sentia ao lê-los. Também, acho que estou passando por um momento retardatário. Talvez. Sei lá.

4 comentários:

SHIRANGANO disse...

Quando os textos são demaseados longos, as pessoas não se dão o trabalha de le-los. Uma coisa eh certa, escravo das comodidades não es. As situaçoes obriga-nos mas o mais importante eh deixar o espirito da escrita que esta em ti fluir suavemente.

Menina de óculos disse...

Oi, André.

Finalmente, encontrei tempo pra ler seu blog e conhecer melhor seus textos.

Assim como você, eu também escrevo muito. Eu gosto das palavras e do que elas podem me proporcionar.

Continue escrevendo...

:)

bjs

Veriana Ribeiro disse...

Isso que você não tem um contador pra ficar te assustando toda vez que voce entra. EStou para apagar o meu, é melhor não saber quantas pessoas te visitam por dia. Principalmente quando numero fica lá pela casa dos 50. te dá vergonha. pois então, tomemos vergonha na cara e vamos escrever (sem vergonha).

Victor Manfredine disse...

a questão não é a quantidade.
é sim a qualidade.
e isso aqui se encontra
aos montes. sossegue menino.